Brasil registra 700% de aumento em casos de dengue

Facebooktwitter

Os estados de Minas Gerais e São Paulo foram os que registraram maior aumento de casos.

Foto: Arquivo Saúde Popular

25/06/2019

 

 

Mais de 1 milhão de casos suspeitos foram registrados até 10 de junho; no mesmo período do ano passado 173,6 mil

 

 

Por Redação*

O Brasil registrou até agora aumento de 708% no número de casos de dengue, comparado ao mesmo período em 2018. O Ministério da Saúde confirmou, até o dia 10 de junho, 596,38 mil casos de dengue somente este ano. No mesmo período de 2018, foram 73.819 registros confirmados.

Se acrescentados os casos suspeitos – investigação em andamento – o número este ano salta para 1,127 milhão. Em 2018, foram contabilizados no período avaliado 173,63 mil.

O número de mortes por dengue este ano também mais que dobrou em relação a 2018. Até o dia 10 de junho, de acordo com a pasta, foram registradas 366 mortes, ante 139 no mesmo período do ano passado. Considerando os casos prováveis, a região Sudeste apresenta a maior proporção: 920,5 casos por 100 mil habitantes.

“Observa-se aumento da taxa de letalidade no grupo de faixa etária acima de 60 anos, o que corresponde a 51,3 % (188) do total de óbitos do país”, diz o ministério, no boletim epidemiológico da Semana 23.

Os estados de Minas Gerais e São Paulo foram os que registraram maior aumento de casos. Entre a 13ª e 23ª semana deste ano, os dois estados somaram, juntos, 96,5% do total de casos no Brasil (774,28 mil) dentro do período.

São Paulo

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou nesta terça-feira (25) mais 2.031 casos de dengue no município de Bauru (SP), totalizando 24.515 casos confirmados de dengue. Até este momento morreram pela doença 28 pessoas.

Bauru já atingiu o triplo de casos registrados em 2015, marco da última grande epidemia da cidade, quando foram registrados 8.482 casos de dengue, com seis mortes, num período de 12 meses.

Em todo o Estado de São Paulo, os casos de dengue chegam a 267.602, com 157 mortes. O balanço é do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado e contabiliza até o dia 17 de junho.

* Com informações do Portal G1 e Metro

Facebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

São bem-vindas declarações que se proponham ao diálogo, defendam posições, que exponham ideias, dúvidas, sugestões e críticas. Não serão aceitos comentários sexistas, xenófobas, racistas, homofóbicas ou que contrariem princípios dos direitos humanos. A moderação também irá filtrar a comentários que incorram em crimes de ódio, incitação à violência e calúnia. Textos com propaganda comercial serão excluídos.