Alunos de Medicina da USP oferecem curso pré-vestibular para estudantes de baixa renda

Facebooktwitter

Aula do cursinho pré-vestibular MedEnsina.

Foto: Facebook

9/01/2019

 

Para concorrer às 270 vagas disponíveis, interessados podem se inscrever até 16 de janeiro pela internet

 

 

Por Redação*

Interessados em participar do processo seletivo ao curso pré-vestibular Medensina, tem até o dia 16 de janeiro para se inscrever. A inscrição pode ser feita pela internet, ou presencialmente, de 9 a 13 de janeiro, das 9h às 13h e das 14h às 17h, na Secretaria do MedEnsina, na Faculdade de Medicina da USP – Av. Dr. Arnaldo, 455, Cerqueira César, São Paulo, ao lado do Metrô das Clínicas. A prova de seleção para as 270 vagas disponíveis ocorrerá no dia 20 deste mês.

Criado em 2002, o Curso Pré-Vestibular MedEnsina é organizado por alunos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), com apoio do professor Paulo Saldiva, do Centro Acadêmico Oswaldo Cruz e da instituição.

Informações

O curso é anual, com aulas de segunda à sexta, das 18h45 às 22h40, dadas por alunos voluntários da própria faculdade. Também há plantões diários de dúvidas (18h às 18h45), simulados e aulas extras que ocorrem nos finais de semana.

Com objetivo de preparar alunos para as provas de acesso às universidades (vestibulares e ENEM) de todas as áreas, o MedEnsina dispõe de 270 vagas dirigidas, segundo os organizadores, a pessoas que não têm condições de pagar por um curso preparatório particular. O material, elaborado em parceria com o Sistema de Ensino Poliedro, é distribuído gratuitamente.

De acordo com Vitor Braga, do MedEnsina, é cobrada apenas a taxa de inscrição para o processo seletivo, no valor de R$ 30, que prevê uma prova de múltipla escolha (testes) com questões sobre a matéria do ensino médio e uma avaliação socioeconômica.

Inscrição

As inscrições podem ser feitas pel site do MedEnsina e na página do Facebook. As inscrições são realizadas via plataforma Sympla.

Facebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

São bem-vindas declarações que se proponham ao diálogo, defendam posições, que exponham ideias, dúvidas, sugestões e críticas. Não serão aceitos comentários sexistas, xenófobas, racistas, homofóbicas ou que contrariem princípios dos direitos humanos. A moderação também irá filtrar a comentários que incorram em crimes de ódio, incitação à violência e calúnia. Textos com propaganda comercial serão excluídos.