Abrasco recebe até sexta-feira (11) propostas ao 8º Congresso de Ciências Sociais e Humanas em Saúde

Facebooktwitter

Construir “com” e não “para” ou “sobre”, é a metodologia proposta pela Comissão da Abrasco que está organizando o congresso

Foto: Reprodução cartaz Abrasco

7/01/2019

 

Grupos de pesquisa, movimentos, coletivos e indivíduos podem encaminhar propostas; ideia é valorizar a construção coletiva

 

 

Por Redação*

Termina sexta-feira (11) as inscrições de propostas de grupos temáticos (GTs) ao 8º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, programado para ocorrer entre 26 e 30 de setembro de 2019, no campus central da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa. Construir “com” e não “para” ou “sobre”, foi o caminho metodológico proposto pela Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde (CCSHS/Abrasco) para o congresso. Grupos de pesquisa, movimentos sociais, coletivos e indivíduos podem encaminhar até o final da semana as proposições por meio deste formulário. 

“Esse congresso é uma oportunidade para comemorar os 40 anos da Abrasco de modo inclusivo e plural, contaminando todos os elementos do evento com esses princípios da saúde coletiva, desde a programação até o processo de seleção de trabalhos, valorizando portanto o diálogo entre saberes e práticas, ativistas e pesquisadores, trabalhadores e usuários”, explica Martinho Braga Silva, docente do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS/UERJ) e coordenador da Comissão.

De acordo com dirigentes da Abrasco, a metodologia utilizada no Seminário Nacional “O SUS diante das violências: vivências, resistências e propostas”, um dos eventos preparatórios do 12º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, foi recomendada para os GTs ao 8º Congresso. É recomendado que as propostas já tragam nos títulos a ênfase a um modo de enfrentamento ao tema proposto. O documento deve trazer o título, texto com até 500 palavras, contendo objetivos e justificativa de relevância; descrição objetiva do público-alvo, além da indicação de até três nomes para a função de coordenadores(as), com nome completo e, em havendo, vinculação à instituição, grupo de pesquisa, movimento e coletivo.

Orientação

Conforme a programação, os grupos temáticos devem iniciar seus trabalhos com um painel sobre o tema, apresentando vivências, resistências e experiências já percorridas sobre a temática em questão. O segundo momento será a apresentação dos trabalhos previamente inscritos e selecionados pela Comissão Científica. Ao final, está prevista uma oficina que possibilite a construção coletiva de propostas para novos enfrentamentos a partir de reflexões, sugestões e encaminhamentos constituídos pelo grupo ao longo dos dias de congresso.

As orientações completas e o calendário inicial podem ser conferidos no Termo de Referência para propostas de GTs, assim como os documentos orientadores na biblioteca da Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde.

Mais informações no site Abrasco

Facebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

São bem-vindas declarações que se proponham ao diálogo, defendam posições, que exponham ideias, dúvidas, sugestões e críticas. Não serão aceitos comentários sexistas, xenófobas, racistas, homofóbicas ou que contrariem princípios dos direitos humanos. A moderação também irá filtrar a comentários que incorram em crimes de ódio, incitação à violência e calúnia. Textos com propaganda comercial serão excluídos.