Benefícios do coletor menstrual para a mulher

Facebooktwitter

Tamanhos variam conforme a intensidade do fluxo, idade, número de gravidezes; vale pedir orientação de profissional de saúde

Foto: Reprodução Internet

9/11/2018

 

O chamado “copinho” evita o abafamento da vagina e reduz possibilidade de infecções.

 

Por Nathalia Santos*

A princípio, para quem está acostumada a usar apenas absorventes externos, a ideia de usar um coletor menstrual pode parecer estranho. O chamado “copinho”, criado pela estadunidense Leona Chalmers, tem ganhado muitas adeptas, ainda que lentamente.

O coletor menstrual é um material feito de silicone, que permite que a menstruação fique dentro dele, sem causar vazamento ou mal cheiro. Isso faz com que o uso traga mais conforto quando comparado aos absorventes externos, famosos pelos odores desagradáveis após algum tempo de uso ou por manchar a roupa quando o sangramento menstrual é mais intenso.

Um sentimento bastante comum e construído nas mulheres desde a adolescência é de que o sangue é sujo, “nojento” e de que ninguém pode saber que se está menstruada.

A experiência das meninas com o primeiro sangramento menstrual na vida, a menarca, comumente é relatada como um trauma ou uma tristeza. Muitas mulheres relatam que com o uso do coletor há uma mudança dessa relação com a menstruação, que começa a ser natural e de descoberta que o sangue não tem cheiro. Na verdade, o cheiro nos absorventes é causado pelo contato do sangue com o ar e consequentemente oxidação.

Benefícios

O abafamento da vagina causado pelos absorventes externos é algo que não ocorre com os coletores. A região fica ventilada, diminuindo também a possibilidade de infecções, como a candidíase, que ocorre em situações de aumento de umidade e calor na região da vagina.

Outro benefício bem conhecido é o financeiro. Enquanto um pacote de absorvente custa em média 4 reais, o coletor, a depender da marca custa cerca de 70 reais. O coletor tem duração de 10 anos se for higienizado e guardado da maneira correta. Se for feito o cálculo na ponta do lápis, o que é gasto em valor de absorvente durante um ano é o suficiente para pagar um coletor que tem duração muito maior. Infelizmente os coletores não costumam ser encontrados nas farmácias, mas podem ser comprados pela Internet.

O que pode ser uma dificuldade para muitas mulheres é saber colocar e retirar. O contato e o toque da vagina não é algo rotineiro, sendo que muitas mulheres costumam achar que o mesmo local por onde sai o sangue, sai também a urina, o que pode trazer preocupação quanto ao uso ou achar que precisa retirar o coletor quando for urinar.

Arquivo Pessoal / Reprodução

Ao olhar a imagem acima é possível perceber que a uretra, local por onde sai a urina é diferente da vagina, por onde sai o sangue. Desse modo o coletor não impede a saída da urina.

No mercado estão disponíveis dois tamanhos, que devem ser escolhidos de acordo com a intensidade do sangramento, idade, número de gravidezes. No caso de mulheres que nunca tiveram penetração vaginal, e podem ter o hímen integro, o coletor pode romper esta fina membrana na entrada da vagina.

Nesse caso, é importante dialogar com o profissional de saúde de confiança da mulher sobre o uso, dúvidas e a ideia que a mulher tem sobre o que é virgindade.

* Nathalia Santos é médica de Família e Comunidade e especialista em Medicina Tradicional Chinesa.

Facebooktwitter

Um comentário sobre “Benefícios do coletor menstrual para a mulher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

São bem-vindas declarações que se proponham ao diálogo, defendam posições, que exponham ideias, dúvidas, sugestões e críticas. Não serão aceitos comentários sexistas, xenófobas, racistas, homofóbicas ou que contrariem princípios dos direitos humanos. A moderação também irá filtrar a comentários que incorram em crimes de ódio, incitação à violência e calúnia. Textos com propaganda comercial serão excluídos.