Transexualidade deixa de ser considerada doença mental pela OMS

Facebooktwitter

Revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID-11) deve contribuir para o atendimento à saúde

Imagem: Reprodução Youtube

18/06/2018

 

OMS inclui, em nova versão da CID, a compulsividade por jogos de videogames como distúrbio mental e acrescenta capítulos inéditos

 

 

Por Redação, com informações OMS

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou nesta segunda-feira (18) sua nova Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID 11). A nova versão, completamente eletrônica, inclui a compulsividade por jogos de videogames como um dos problemas de saúde mental, além de capítulos inéditos sobre medicina tradicional e saúde sexual.

A transexualidade, classificada na 10ª versão da CID como transtorno mental, ganhará espaço no capítulo da saúde sexual. A alteração poderá contribuir para o romper com o estigma e qualificar o atendimento de saúde às pessoas trans.

De acordo com divulgação da OMS, a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde tem como principal função monitorar a incidência e prevalência de doenças, através de uma padronização universal das doenças, problemas de saúde pública, sinais e sintomas, queixas, causas externas para ferimentos e circunstâncias sociais, apresentando um panorama amplo da situação em saúde dos países e suas populações.

A CID-11, ao que tudo indica mais ampla, reúne cerca de 55 mil códigos únicos para lesões, doenças e causas de morte. A CID-10 trazia 14.400 códigos.

Segundo o site das Nações Unidas, o documento disponibilizado essa semana é uma pré-visualização para que os países possam planejar seu uso, preparar traduções e treinar profissionais de saúde. A CID-11 será apresentada oficialmente em maio de 2019, durante a Assembleia Mundial da Saúde. A entrada em vigor está prevista para 1º de janeiro de 2022.

A estrutura de codificação e ferramentas eletrônicas foram simplificadas, para permitir que o profissional possa registrar os problemas de maneira mais fácil e eficaz.

Novos capítulos

O vício em jogos de videogame passará a ser considerado um distúrbio mental e, portanto, incluído no CID-11. A OMS define a desordem como um “padrão de comportamento persistente ou recorrente”, de gravidade suficiente para “resultar em comprometimento significativo nas áreas de funcionamento pessoal, familiar, social, educacional, ocupacional ou outras”.

Embora milhões de pessoas utilizem a medicina tradicional em todo o mundo, ressalta a OMS em sua página, ela nunca havia sido classificada nesse sistema. Capítulo acrescentado ao documento internacional.

Periodicamente o documento é revisto. O diretor explica que o documento está há mais de uma década em desenvolvimento e fornecerá melhorias significativas em relação às versões anteriores. A equipe da CID, na sede da OMS, recebeu mais de 10 mil propostas de revisão.

A 11ª versão da CID, que será apresentada para adoção dos Estados Membros em maio de 2019 (durante a Assembleia Mundial da Saúde), entrará em vigor em 1º de janeiro de 2022.

Facebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

São bem-vindas declarações que se proponham ao diálogo, defendam posições, que exponham ideias, dúvidas, sugestões e críticas. Não serão aceitos comentários sexistas, xenófobas, racistas, homofóbicas ou que contrariem princípios dos direitos humanos. A moderação também irá filtrar a comentários que incorram em crimes de ódio, incitação à violência e calúnia. Textos com propaganda comercial serão excluídos.