Alimento é Saúde | Os benefícios do chá

Facebooktwitter

Alguns fatos interessantes sobre a segunda bebida mais consumida no mundo

19/01/2017

Por Redação

Você sabe qual é a segunda bebida mais consumida no mundo? Acertou quem disse “chá”, que perde somente para a água. Por ano, são produzidas mais de 5 milhões de toneladas de chá em todo o mundo. Os principais países produtores são China, Índia, Quênia e Sri Lanka. Com tantos consumidores, buscamos saber um pouco mais sobre essa bebida e conhecer os estudos que descrevem as propriedades benéficas de seu consumo.

Ouça:

Segundo uma lenda chinesa, o chá foi descoberto por acaso, pelo personagem mítico Shennong, conhecido como o pai antigo da agricultura. De acordo com essa história, em uma tarde de outono, Shennong aquecia água enquanto descansava embaixo de uma árvore. As folhas secas da árvore caíram na água fervendo, criando a primeira infusão da folha do chá. Intrigado pela fragrância, ele tomou um gole e achou refrescante.

Os chás verde, preto, branco, oolong e pu-erh são derivados da planta Camellia sinensis, um arbusto nativo da China e da Índia. Estudos descobriram que alguns chás, ricos em compostos químicos chamados de flavonoides, podem ajudar na prevenção de câncer, doenças cardíacas e diabetes. Além de ajudar na perda de peso e manter o colesterol ruim mais baixo.

No caso do chá verde, um estudo da Universidade de Hong Kong comprovou o efeito positivo dos flavonoides no combate ao glaucoma, a segunda maior causa de cegueira no mundo, que atinge cerca de 60 milhões de pessoas. De acordo com os pesquisadores, os flavonoides podem melhorar a função visual dos pacientes, retardando a progressão da perda do campo visual.

Os antioxidantes do chá verde também podem interferir no crescimento dos cânceres de bexiga, mama, pulmão, estômago, pâncreas e colorretal. Bem como prevenir o entupimento das artérias, queimar gordura, neutralizar o estresse oxidativo no cérebro, reduzir o risco de distúrbios neurológicos como Alzheimer e doença de Parkinson. E ainda reduzir o risco de acidente vascular cerebral.

Já o chá preto, que possui maior teor de cafeína, pode proteger os pulmões dos danos causados pela exposição à fumaça do cigarro. Também pode reduzir o risco de acidente vascular cerebral.

Uma pesquisa realizada na Faculdade de Medicina de Atenas, na Grécia, indica que 30 minutos após beber uma xícara de chá, as artérias grandes do corpo se dilatam, o que evita problemas circulatórios, aterosclerose, entre outros. Além disso, um outro componente, a epigalocatequina (EGC), promove o crescimento de células do tecido ósseo em até 79%, o que fortalece os ossos, aumenta a sua mineralização e ajuda a prevenir a osteoporose.

Mas atenção, um cuidado a ser levado em conta tem a ver com não ingerir o chá a temperaturas muito altas, já que existe uma relação entre o desenvolvimento de tumores na cavidade oral, faringe, esôfago e estômago, com a ingestão de bebidas muito quentes.

—-

Alimento é Saúde é produzido pela Radioagência Brasil de Fato e o Saúde Popular

Locução: Camila Rodrigues

Produção e Sonoplastia: Mauro Ramos

Facebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

São bem-vindas declarações que se proponham ao diálogo, defendam posições, que exponham ideias, dúvidas, sugestões e críticas. Não serão aceitos comentários sexistas, xenófobas, racistas, homofóbicas ou que contrariem princípios dos direitos humanos. A moderação também irá filtrar a comentários que incorram em crimes de ódio, incitação à violência e calúnia. Textos com propaganda comercial serão excluídos.