Programa venezuelano que inspirou o Mais Médicos ampliará a cobertura para 100% da população

Facebooktwitter

28/03/2016

O programa que originou o Mais Médicos passa pela sua quarta etapa que irá ampliar o atendimento

Da Redação

A programa venezuelano “Misión Barrio Adentro” – que promove atenção de saúde à população mais pobre do país – passará a atender 100% da população da Venezuela, segundo a ministra da Saúde Luisana Melo.

O programa que promove atenção de saúde às populações mais pobres do país é uma parceria realizada entre Cuba e o país sul-americano.

Atualmente, o programa Barrio Adentro, que inspirou o programa brasileiro Mais Médicos, atende cerca de 60% da população venezuelana. A ideia é que nesta nova fase, todas as regiões que ainda não são atendidas passarão a receber uma equipe básica de saúde, como explicou a ministra de saúde.

Por uma transmissão televisa de Cuba, Melo analisou que a ampliação do programa irá promover “a humanização das relações entre a população e a equipe de saúde”, bem como ocorre com o Mais Médicos no Brasil.

“Esta nova forma de atendimento é o que significa ‘Bairro Adentro’, 100% de cobertura para toda população venezuelana independentemente de onde viva”, completou.

Próximos passos

Para a emissora “Venezolana de Television”, Melo disse que a próxima etapa de ampliação do programa, que está em sua quarta fase, será a produção na própria Venezuela de alguns medicamentos fundamentais.

Luisana Melo também explicou que atualmente a Venezuela tem capacidade de produzir até 60% da necessidade de medicamentos do país.

O Programa

Ao longo de quarenta anos, a população mais carente da Venezuela não teve acesso à saúde básica e universal. O manifesto da Misión Barrio Adentro conta que os governos venezuelanos favoreciam a privatização da saúde, e o mais pobres, por não terem dinheiro, ficaram excluídos.

Em 2003, o então Presidente da República da Venezuela, Hugo Chávez, inaugurou a criação de um programa de cooperação internacional entre Cuba e a Venezuela, que ficou conhecido como Barrio Adentro. Inicialmente, grupos de médicos e médicas cubanos vieram ao país para atender as comunidades populares.

O programa se divide em quatro unidades para o desenvolvimento da saúde pública. O Barrio Adentro criou consultórios populares em comunidades excluídas, Centros de Diagnóstico Integral e Centros de Alta Tecnologia, que visam expandir a pesquisa no país.

A quarta fase do programa, o Barrion Adentro IV, irá construir hospitais de alta especialização, como cardiologia, bancos de sangue, oftalmologia e ortopedia.

Como o Mais Médicos no Brasil, o programa permite que as populações carentes que nunca tiveram acesso à saúde possam ser tratadas com dignidade e de forma gratuita.

Facebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

São bem-vindas declarações que se proponham ao diálogo, defendam posições, que exponham ideias, dúvidas, sugestões e críticas. Não serão aceitos comentários sexistas, xenófobas, racistas, homofóbicas ou que contrariem princípios dos direitos humanos. A moderação também irá filtrar a comentários que incorram em crimes de ódio, incitação à violência e calúnia. Textos com propaganda comercial serão excluídos.