Coração: cardiômetro já registra mais de 10 mil mortes no país

Facebooktwitter

20/01/2016

Os dados são referentes a esses primeiros dias de 2016 e a classe médica aponta falta de conscientização e que são necessários mais cuidados

Por Rádios EBC

O Cardiômetro da Sociedade Brasileira de Cardiologia já registra mais de 10 mil mortes no país por doenças do coração. Os dados são referentes a esses primeiros dias de 2016 e a classe médica aponta falta de conscientização e que são necessários mais cuidados com as doenças cardíacas.Para falar sobre o assunto, o Cotidiano convidou o diretor da Sociedade Brasileira de Cardiologia, José Luiz Aziz.

Ele explica que somente hoje, no Brasil, está ocorrendo em torno de mil mortes por dia: “esse número poderia ser menor, porque nos outros países esse número é bem abaixo disto. Nos países desenvolvidos, a tendência é não ter esse crescimento de mortes que tem no Brasil”, comenta.

José Luiz Aziz diz que é necessário conscientizar as pessoas contra os fatores de risco. Ele cita como os principais fatores de risco a pressão alta, colesterol alto, cigarro, estresse, obesidade, diabetes e sedentarismo.

O diretor também faz um alerta quanto às doenças crônicas e assintomáticas.

Ele explica que o Cardiômetro é uma ferramenta adquirida pela Sociedade Brasileira de Cardiologia que computa quantas mortes estão ocorrendo no país inteiro em tempo real.

Clique aqui e saiba mais sobre essa ferramenta.

Facebooktwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

São bem-vindas declarações que se proponham ao diálogo, defendam posições, que exponham ideias, dúvidas, sugestões e críticas. Não serão aceitos comentários sexistas, xenófobas, racistas, homofóbicas ou que contrariem princípios dos direitos humanos. A moderação também irá filtrar a comentários que incorram em crimes de ódio, incitação à violência e calúnia. Textos com propaganda comercial serão excluídos.